Bispo de Viseu, Dom António Luciano dos Santos Costa

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.

Ver Todos
Ver Todos

Ver Todos
Grupos Parlamentares apoiam candidatura dos jornais centenários a Património Cultural da Humanidade
http://www.diocesedaguarda.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/381078Bispo_Luciano_1.JPGlink
http://www.diocesedaguarda.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/143037clero_1.JPGlink
http://www.diocesedaguarda.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/717160Bispo_Luciano_2.JPGlink
http://www.diocesedaguarda.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/472424Dia_da_Ig.JPGlink

O Padre Manuel Matos, Vigário Geral da Diocese da Guarda vai presidir à Comissão Organizadora que terá como missão preparar a Ordenação Episcopal de D. António Luciano dos Santos Costa,

Ver Mais

O Dia Diocesano do Clero da Guarda vai decorrer a 23 de Maio, no Seminário da Guarda, entre as 10.00 e as 16.30 horas. Esta iniciativa pretende promover “a alegria do

Ver Mais

Saudamos D. António Luciano dos Santos Costa, eleito Bispo de Viseu E o Senhor passou novamente pelo Presbitério da Guarda. E chamou o nosso Padre António Luciano dos Santos Costa para o

Ver Mais

Como consta no nosso calendário anual, vamos celebrar o Dia da Igreja Diocesana no dia 2 de Junho, sábado da próxima semana. O programa será o seguinte: De manhã, com início às

Ver Mais

Diocese da Guarda - Bispo nomeia comissão organizadora da ordenação Episcopal de D. António Luciano

O Padre Manuel Matos, Vigário Geral da Diocese da Guarda vai presidir à Comissão Organizadora que terá como missão preparar a Ordenação Episcopal de D. António Luciano dos Santos Costa, no dia 17 de Junho, na Sé da Guarda.
A Comissão integra também os padres Carlos Lages (pároco da Sé), Carlos Dionísio de Sousa (pároco da paróquia do novo Bispo), Serafim Reis (Seminário da Guarda). Fazem ainda parte da Comissão o Médico Reis Pereira e as enfermeiras Claudina e Ester (ULS Guarda) e José Rosa (professor na Universidade da Beira Interior). Esta Comissão vai cuidar da logística necessária para a celebração litúrgica (espaços da Sé, incluindo som e imagem, utilização da via pública na procissão de entrada da Misericórdia para a Sé, prever lugares de estacionamento e fazer os contactos necessários com as autoridades locais, sobretudo autárquicas e de segurança. A oferta das insígnias episcopais e o jantar de confraternização são outras das incumbências desta comissão nomeada pelo Bispo da Guarda, D. Manuel Felício. O báculo do novo bispo será oferecido pelos padres da Diocese da Guarda, o anel pela paróquia de origem do ordinando (Sandomil – Seia), a cruz peitoral por pessoas ligadas à ULS da Guarda e a Mitra e outras vestes litúrgicas por pessoas ligadas à Universidade da Beira Interior. A celebração do dia 17 de Junho está a ser preparada pelo Secretariado Diocesano de Liturgia.

Guarda - Dia Diocesano do Clero

O Dia Diocesano do Clero da Guarda vai decorrer a 23 de Maio, no Seminário da Guarda, entre as 10.00 e as 16.30 horas.
Esta iniciativa pretende promover “a alegria do encontro” e pretende apresentar os seguintes pontos: Apresentação de uma proposta de website da Diocese, acompanhada de uma outra proposta de programa de organização de serviços paroquiais; diálogo sobre a estratégia a desenvolver para aplicar a lei europeia de protecção de dados; fazer a auscultação sobre a nomeação para Vigário Episcopal do Clero.

Em louvor da vocação sacerdotal

Saudamos D. António Luciano dos Santos Costa, eleito Bispo de Viseu
E o Senhor passou novamente pelo Presbitério da Guarda. E chamou o nosso Padre António Luciano dos Santos Costa para o fazer Bispo da Diocese de Viseu. Damos-lhe graças por esta Sua palavra, que é também de apreço e distinção dirigida à nossa Diocese e em particular ao seu Presbitério. Acompanhamos o novo Bispo de Viseu com a nossa oração. Sabemos que ele leva do meio de nós, em primeiro lugar, a experiência de Vigário Episcopal para o Clero, ao longo dos últimos sete anos, em que procurou viver a proximidade com todos e cada um dos nossos sacerdotes; leva a sua competência própria no mundo da pastoral da saúde, demonstrada de muitas maneiras, a última das quais como capelão do Hospital Sousa Martins integrado na ULS-Guarda; leva principalmente a sua dedicação como pastor de várias comunidades paroquiais, ao longo das três décadas de Ministério Sacerdotal que viveu connosco. Parte em resposta à chamada do Senhor, que sempre nos surpreende, como surpreendeu Abraão, para ir ao encontro do desconhecido, mas reconfortado com a promessa de que “Deus providenciará”. E assim acreditamos nós também que Deus providenciará não apenas para encontrarmos quem o substitua nas muitas tarefas pastorais que lhe estão confiadas, mas também e principalmente com o despertar de novas vocações sacerdotais, que venham trazer renovada esperança às nossas comunidades agora especialmente interpeladas pela assembleia diocesana em processo de recepção. A Ordenação Episcopal está marcada para o dia 17 de Junho, às 16.00 horas, na nossa Sé da Guarda e o início da sua actividade pastoral como Bispo de Viseu para o dia 22 de Julho. Que Deus seja louvado. Guarda, 3 de Maio de 2018 +Manuel R. Felício, Bispo da Guarda

Dia da Igreja Diocesana 2018 - mensagem de D. Manuel Felício

Como consta no nosso calendário anual, vamos celebrar o Dia da Igreja Diocesana no dia 2 de Junho, sábado da próxima semana.
O programa será o seguinte: De manhã, com início às 10.30 horas, no Centro Apostólico (Guarda) – encontro com secretariados, movimentos, serviços e obras de apostolado, sob orientação do Coordenador Diocesano da Pastoral, Rev.do Padre Jorge Manuel Pinheiro Castela. De tarde, a solene celebração diocesana, na Sé, com apresentação da prometida carta pastoral sobre a recepção da Assembleia Diocesana. Às 15.00 horas, haverá concentração no Largo da Misericórdia, seguindo-se cortejo da procissão de entrada, em direcção à Sé. O cortejo organizar-se-á por arciprestados, quanto possível ostentando cada um os respectivos lenços com cores próprias e acompanhados das respectivas bandeiras. A seguir, solene Eucaristia na Sé. Antes da bênção final, será apresentada a carta pastoral referida. Com esta celebração queremos começar uma nova etapa no nosso percurso pastoral, depois da Assembleia Diocesana, que procurámos preparar e realizar e agora queremos aplicar em caminhada sinodal. No cortejo da procissão de entrada da Misericórdia para a Sé, a ordem é a seguinte: 1. Cruz e lanternas; 2.Arciprestados por ordem alfabética e com as respectivas insígnias; 3. Diáconos; 4.Sacerdotes; 5.Bispo Diocesano, com Vigário Geral e Coordenador Diocesano da Pastoral. A cor dos paramentos é a verde. +Manuel R. Felício, Bispo da Guarda

Galeria Multimédia

Bispo de Viseu, Dom António Luciano dos Santos Costa

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.

Ver Todos
Ver Todos

Ver Todos

Receba a nossa newsletter:


Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Grupos Parlamentares apoiam candidatura dos jornais centenários a Património Cultural da Humanidade
alt Imprensa Portuguesa Centenária na Assembleia da República A candidatura da Imprensa Portuguesa Centenária a Património Cultural Imaterial da Humanidade, onde se inclui o jornal A GUARDA, mereceu o apoio dos representantes dos Grupos Parlamentares que participaram, numa conferência que decorreu na Assembleia da República, no dia 21 de Fevereiro. A candidatura foi defendida por João Palmeiro, Presidente da Associação Portuguesa de Imprensa (API), e por Edite Estrela, Presidente da Comissão de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto, entidades promotoras da conferência parlamentar que decorreu no Auditório Almeida Santos, com a presença de dezenas de pessoas, entre as quais muitos representantes dos 32 jornais portugueses que se publicam há mais de um século, ininterruptamente. Edite Estrela referiu que “a proposta da API mereceu já o apoio expresso do Presidente da República, e que o Parlamento certamente lhe concederá também igual apoio”. Os representantes dos diversos Grupos Parlamentares, que usaram da palavra, consideraram essa proposta plenamente justificada e garantiram que ela seria apoiada pelas respectivas forças políticas. João Palmeiro sublinhou ser este o Ano Europeu do Património Cultural, mas também o Ano Português da Imprensa. Portugal vai ser palco de uma Cimeira dos Media (“Media Summit”), entre os dias 30 de Maio e 8 de Junho, que inclui dois congressos mundiais (o da WAN-IFRA, em Cascais, e o da GEN, em Lisboa). Nestes dois congressos espera-se a participação de cerca de dois mil editores e directores de informação, incluindo os responsáveis pelos mais importantes órgãos de comunicação de todo o Mundo, o que torna Portugal no centro mediático a nível planetário, numa altura em que se buscam soluções para o futuro dos media. Para além das intervenções políticas, foram apresentadas comunicações com abordagens diversas sobre a imprensa centenária de Portugal. Carlos Correia, docente da Universidade Nova de Lisboa, falou do momento de transição que hoje se vive entre o analógico e o digital, o local e o global, criando um fenómeno que designou por “glocal”. Irene Tomé, docente da mesma Universidade, aludiu às relações entre os movimentos associativos e a imprensa ao longo da História recente. O jornalista e investigador António Valdemar fez uma detalhada exposição ilustrada sobre a história da imprensa centenária portuguesa e as suas mais destacadas figuras ao longo dos tempos, destacando o Jornal A GUARDA pela “fidelidade aos princípios”, numa altura em que emergiam novas ideias políticas. O Presidente da Academia das Ciências, Artur Anselmo, relatou alguns episódios curiosos sobre a colaboração de Camilo Castelo Branco no jornal “Aurora do Lima”, de Viana do Castelo. A conferência parlamentar terminou com uma intervenção sobre a importância dos direitos de autor, por Carlos Eugénio, director executivo da Visapress. Da parte da tarde foi inaugurada, nos corredores da Assembleia da República, uma exposição documental sobre a imprensa portuguesa centenária, que ficará patente até ao próximo dia 16 de Março. Esta exposição esteve já no Parlamento Europeu, em Bruxelas, na Universidade de Aveiro e na Região Autónoma da Madeira. O Jornal A GUARDA, que no dia 15 de Maio assinala 114 anos de publicação, integra a candidatura dos jornais centenários a Património Cultural da Humanidade. Da região, também fazem parte da lita os jornais Noticias da Covilhã (105 anos) e Notícias de Gouveia (104 anos).