Movimento dos Cursilhos de Cristandade propõe novo Cursilho

Movimento dos Cursilhos de Cristandade propõe novo Cursilho

Diocese da Guarda

Movimento dos Cursilhos de Cristandade propõe novo Cursilho

 

O Movimento dos Cursilhos de Cristandade está a preparar um novo Cursilho, desta vez dirigido a Senhoras, a realizar no Paul, concelho da Covilhã, de 7 a 10 de Junho. O responsável pelo Secretariado Diocesano, padre António Martins, pede o empenho dos párocos na divulgação da iniciativa deste Movimento de Primeiro Anúncio que “apesar de todas as suas limitações, com o seu método próprio, pode em muito ajudar a afirmar e consolidar a fé daqueles que nos estão confiados na nossa acção pastoral”.

 

Em carta enviada aos padres, este responsável explica que o Movimento dos Cursilhos de Cristandade esteve parado na Diocese da Guarda mais de dez anos. Recorda que nos últimos dois anos foram realizados quatro Cursilhos onde participaram “cerca de 60 novos Cursilhistas”. Refere ainda que “a nível nacional, o Secretariado Diocesano da Guarda é, neste momento responsável do Núcleo Centro” e foi realizado, nos últimos anos, pelo Secretariado Nacional, um trabalho de actualização do método e conteúdos do Movimento.

 

O último Cursilho proposto à Diocese não foi realizado por haver apenas 6 inscrições ligadas todas, pessoalmente, aos elementos do Secretariado Diocesano que mantém a sua sede na Covilhã. O movimento, mantém a escola formativa a funcionar, habitualmente de forma quinzenal, e procura preparar bem as equipas coordenadoras/reitoras.

 

Os Cursilhos de Cristandade nasceram em 1944, em Palma de Maiorca (Espanha) e têm por objectivo, através dum método próprio, proporcionar a vivência e a convivência do fundamental cristão, numa acção intra-mundana, ou seja, através de pessoas pré-seleccionadas pela sua influência humana nos ambientes da vida, divulgar, consciencializar e testemunhar pelo Evangelho, os valores e a presença de Jesus Cristo nas estruturas temporais.

Quinta, 16 de Maio de 2019