Bispo garante abertura do Museu de Arte Sacra até ao fim do ano

Bispo garante abertura do Museu de Arte Sacra até ao fim do ano

Guarda

Bispo garante abertura do Museu de Arte Sacra até ao fim do ano

 

“O Museu de Arte Sacra está em bolandas, passo a expressão, para podermos, até ao fim do ano, abri-lo permanentemente”, disse o Bispo da Guarda, no dia 11 de Setembro, no final da assinatura de um protocolo de colaboração entre a Direcção-Geral do Livro dos Arquivos e das Bibliotecas, o Arquivo Distrital da Guarda e a Diocese da Guarda, para apoio técnico na área da gestão de arquivos.

D. Manuel Felício disse que a Diocese está a realizar alguns trabalhos, nomeadamente a colocação de luzes e de suportes necessários para a instalação do futuro museu. Adiantou que neste processo a Diocese da Guarda teve a colaboração de “uma técnica da diocese de Viseu que deu uma ajuda preciosa”.

O Bispo da Guarda referiu que o futuro museu vai apresentar peças de arte sacra bem como “indicações, em suporte visual, daquilo que é o panorama cultural da diocese”.

“Não queremos um museu que seja um repositório, um armazém de objectos, mas queremos que seja uma apresentação do que é a diocese e as pessoas depois terem roteiros possam ir ao Fundão, a Seia ou a Gouveia”, explicou.

D. Manuel Felício disse ainda que a diocese pretende que o futuro museu seja uma base de apoio a um percurso pela região e mais um factor para atrair pessoas para esta região do País.

O futuro Museu da Diocese da Guarda vai ficar instalado na capela do antigo Seminário Tridentino, no edifício onde, actualmente, onde funcionam o Museu da Guarda e o Paço da Cultura.

 

 

 

Sexta, 20 de Setembro de 2019