Sé da Guarda recebe título de Lugar de Paz, Fé e Cultura

Sé da Guarda recebe título de Lugar de Paz, Fé e Cultura

Bispo da Guarda participa nas comemorações do Dia Internacional dos Direitos Humanos

Sé da Guarda recebe título de Lugar de Paz, Fé e Cultura

 

 

Dia 10 de Dezembro, na Sé da Guarda

Bispo da Guarda participa nas comemorações do Dia Internacional dos Direitos Humanos

 

O Bispo da Guarda vai participar no evento cultural comemorativo do aniversário da Declaração Universal dos Direitos do Homem, que decorre na Sé da Guarda, no dia 10 de Dezembro, às 18.00 horas. D. Manuel Felício junta-se assim à iniciativa promovida pelo Município da Guarda que desta forma se associa ao Observatório Internacional de Direitos Humanos (OIDH) na comemoração do Dia Internacional dos Direitos Humanos 2019.

Este ano, a celebração de amplitude mundial centraliza-se na cidade mais alta e tem como organizadores para além da Câmara Municipal da Guarda, a Diocese da Guarda e a Direcção Regional de Cultura da Região Centro.

As comemorações terão lugar na Catedral da Guarda com um encontro inter-religioso marcado para as 18,00 horas, no qual participará a Associação de Estudantes dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa – Guarda (AEPALOP). Seguindo-se uma actuação do Grupo Coral Pedras Vivas, pelas 19.0000.

Na altura, será feita pelo Observatório Internacional de Direitos Humanos a entrega de um título que classifica a Sé da Guarda de Lugar de Paz, Fé e Cultura, à semelhança do Convento de São Salvador, localizado na cidade de Jerusalém. Este reconhecimento público pelo Observatório Internacional de Direitos Humanos insere-se numa corrente solidária, à escala planetária, pela paz mundial.

Neste âmbito, o Observatório Internacional de Direitos Humanos fará chegar um exemplar do referido título ao Papa Francisco, à Biblioteca Apostólica Vaticana e à Organização das Nações Unidas (ONU).

A data de comemoração do Dia Internacional dos Direitos Humanos foi escolhida para honrar o dia em que a Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou, a 10 de Dezembro de 1948, a Declaração Universal dos Direitos do Homem. A Declaração foi assinada por 58 estados e que teve como objectivo promover a paz e a preservação da humanidade após os conflitos da segunda Guerra Mundial em que morreram milhões de pessoas.

A data pretende também homenagear o empenho e dedicação de todos os cidadãos defensores dos direitos humanos e colocar um ponto final a todos os tipos de discriminação, promovendo a igualdade entre todos os cidadãos.

O dia 10 de Dezembro é ainda marcado pela entrega do Prémio Nobel da Paz.

Sexta, 6 de Dezembro de 2019