Irene Fonseca é a nova coordenadora geral da Liga dos Servos de Jesus

Irene Fonseca é a nova coordenadora geral da Liga dos Servos de Jesus

Eleição decorreu durante a Assembleia Geral

Irene Fonseca é a nova coordenadora geral da Liga dos Servos de Jesus

 

Irene dos Santos Fonseca foi eleita nova Coordenadora Geral da Liga dos Servos de Jesus, durante a Assembleia Geral que decorreu, no Outeiro de São Miguel. Para membros do Conselho foram eleitas Maria do Carmo Dinis da Fonseca (Vice-Coordenadora), Maria José Couto Matos, Albertina André e Maria Ascensão Pires dos Santos (Conselheiras). A nova Coordenadora Geral da Liga é a actual responsável pelo Lar D. Isabel Trigueiros, no Fundão.

A tomada de posse está marcada dia cinco de Outubro, no Outeiro de S. Miguel.

A Assembleia Geral da Liga dos Servos de Jesus decorreu, de 3 a 5 de setembro, no Outeiro de S. Miguel, bem perto do túmulo do venerável João de Oliveira Matos, antigo bispo auxiliar da Diocese da Guarda e fundador da Liga. O encontro foi presidido pelo Bispo da Guarda, D. Manuel da Rocha Felício, Superior Geral da Liga. Estiveram presentes, o Assistente Geral, Padre Jorge Manuel Tavares Colaço e 30 delegadas.

A reflexão e estudo incidiram sobre “o aprofundamento do Carisma da Liga, o significado que tem nos dias de hoje e de que forma lhe dar vida”. A importância dos Servos Externos no futuro da Liga, as comunidades e a vida comunitária foram também temas colocados na mesa. A reestruturação da Liga parece ser “uma necessidade urgente, visto que a idade avançada das irmãs e o número cada vez menor das mesmas são impedimento de que a vida comunitária tenha o dinamismo e a qualidade que lhe devem estar subjacentes”.

Em 2024 a Liga celebrará o primeiro Centenário da sua fundação. Por isso, este foi também tema da Assembleia tentando encontrar formas e modos de fazer a sua divulgação para que o mesmo seja vivido pelo maior número possível de pessoas na diocese e fora dela.

A Causa da Beatificação, do já venerável João de Oliveira Matos, é também um assunto que diz respeito maioritariamente aos membros da Liga, “mas deveria ser uma preocupação e desejo de toda a diocese”.

Sobre “Projecto Angola” que neste momento também sofre os efeitos da pandemia Civid-19, vai continuar a fazer parte dos projetos da Liga, “mas precisa da colaboração da Diocese”.

Actualmente, a Liga dos Servos de Jesus tem casas na Guarda, Covilhã, Ruvina, Celorico da Beira, Rochoso, Fátima, Orca (Fundão), Cerdeira, Manteigas, Fundão, São Romão, e Kilenda (Angola).

 

Quinta, 10 de Setembro de 2020