Sobre a notícia “Padre de Pinhel não suspendeu missas presenciais”

Sobre a notícia “Padre de Pinhel não suspendeu missas presenciais”

Sobre a notícia “Padre de Pinhel não suspendeu missas presenciais”

 

Veio a público uma notícia com o título “Padre de Pinhel não suspendeu missas presenciais”, que nos merece os seguinte reparos:

 

1.Referindo-se a uma celebração Eucarística na Igreja Paroquial de Ervas Tenras à porta fechada, de facto não se trata de Padre de Pinhel, mas de Padre, diga-se Pároco, de Ervas Tenras, uma Paróquia, pessoa coletiva religiosa com nº de identificação fiscal diferente da de Pinhel.

 

2. De acordo com as regras conhecidas e aprovadas pela DGS, todos os sacerdotes celebram diariamente a Eucaristia e também aos domingos, embora de forma não pública, como mandam as regras oportunamente dadas a conhecer.

 

3. A celebração Eucarística, mesmo em privado, tem necessaria­mente presença do Presidente e de mais alguns participantes, sempre em número reduzido e respeitando as regras; e pela informação que temos, na celebração Eucarística a que a notícia se refere, não estavam mais de seis participantes, além do Presidente.

 

4. Era uma celebração à porta fechada, portanto não pública. A jornalista que assina o trabalho fez-se convidada, não se apresentou como jornalista, recolheu imagens de forma abusiva e sem autorização, no interior da Igreja, recorrendo a um telemóvel, desrespeitando todas as regras do código deontológico da profissão que exerce.

 

5. É de lamentar que tenha havido captação de imagens nesse espaço privado e fechado ao público, sem a devida autorização, o que pode ser considerado violação dos direitos das pessoas, nomeadamente o direito à privacidade. Desta forma, certa comunicação social, pela sua falta de rigor desrespeito por normas deontológicas vigentes, não cumpre a sua importante função de ajudar as pessoas a viver momentos sempre difíceis como são os do confinamento a que estamos obrigados, antes as prejudica.

 

Gabinete Episcopal da Diocese da Guarda

Segunda, 1 de Março de 2021