Bispo da Guarda destaca “capital humano transitado dos Seminários” para a sociedade

Bispo da Guarda destaca “capital humano transitado dos Seminários” para a sociedade

Encontro de Antigos Alunos dos Seminários do Fundão e Guarda

Bispo da Guarda destaca “capital humano transitado dos Seminários” para a sociedade

 

No Encontro de Antigos Alunos dos Seminários do Fundão e Guarda que decorreu, no dia 22 de Maio, no Seminário do Fundão, o Bispo da Guarda lembrou o serviço prestado por estas instituições, não só em relação à Diocese mas também à sociedade em geral. “É bom que a sociedade em geral reconheça também o capital humano transitado dos Seminários para fazer funcionar as suas diferentes instituições e serviços”, disse D. Manuel Felício.

O encontro, que acontece tradicionalmente “no penúltimo sábado de Maio”, este ano, devido à pandemia, contou apenas com um grupo muito reduzido de participantes.

Os antigos alunos dos Seminários do Fundão e da Guarda tiveram oportunidade de acompanhar parte do encontro através da transmissão online.

Sobre o encontro, o Bispo da Guarda disse que é o momento de encontrar caras conhecidas, revisitar experiências marcantes da adolescência e juventude, rever ideais que o Seminário estimulou e alimentou em cada um e também recordar dificuldades da vida pessoal e comunitária.

“Alguns de nós percorreram todo o itinerário até à Ordenação Sacerdotal. Outros, depois de fazerem o seu discernimento, fizeram a opção por outros caminhos. Todos levámos do Seminário cultura e formação, para além de hábitos e métodos de trabalho, que marcaram e continuam a comandar as nossas vidas”, adiantou.

D. Manuel Felício disse que “a Igreja, toda ela e nomeadamente a Diocese da Guarda, agradece a Deus os sacerdotes que os seus seminários lhe ofereceram” ao mesmo tempo que destacou o capital humano transitado dos Seminários para a sociedade e que faz funcionar as suas diferentes instituições e serviços.

O prelado aproveitou a ocasião para deixar um apelo aos antigos alunos “para que não só as recordações”, mas sobretudo o espírito recebido dos Seminários “continuem a marcar as nossas decisões e o nosso empenho em favor do bem de todos que o Evangelho inspira, nos distintos lugares que ocupamos”.

O Bispo da Guarda enalteceu o papel da Direcção da Associação dos Antigos Alunos dos Seminários do Fundão e da Guarda, “porque não cedeu aos constrangimentos da pandemia, mas nos convocou para este encontro, a partir do lugar que hoje especialmente recordamos e revivemos, o Seminário”.

Em relação ao edifício do Seminário do Fundão, D. Manuel Felício lembrou o protocolo existente com a Município do Fundão e mostrou apreço “pela ajuda na requalificação do Seminário e pelas distintas respostas que as suas instalações estão a dar, incluindo o acolhimento de estrangeiros”.

O Bispo da Guarda recordou que grande número dos antigos alunos dos Seminários do Fundão e da Guarda residem e trabalham na área da grande Lisboa, onde também decorrem encontros regulares.

O Encontro presencial de Antigos Alunos dos Seminários do Fundão e da Guarda, que decorreu no Seminário do Fundão, teve lugares limitados e de acordo com todas as indicações das Autoridades de Saúde.

 

Sexta, 28 de Maio de 2021