Monumento de homenagem ao Padre Canário

Monumento de homenagem ao Padre Canário

Figueira de Castelo Rodrigo

Monumento de homenagem ao Padre Canário

 

O Município de Figueira de Castelo Rodrigo inaugurou um monumento de homenagem, a título póstumo, ao Padre José Canário Martins, que serviu a freguesia por mais de seis décadas (1936-2002) e teve ao seu cuidado pastoral as paróquias de Figueira de Castelo Rodrigo e Castelo Rodrigo.

Na inauguração monumento, que aconteceu no dia 22 de Maio, marcaram presença, para além do Executivo Municipal presidido por Paulo Langrouva, o Bispo da Guarda, D. Manuel da Rocha Felício, o pároco de Figueira de Castelo Rodrigo, Padre Victor Lourenço, o Padre António Monteiro e muitos figueirenses. O monumento foi benzido pelo Bispo da Guarda.

O busto do Padre Canário é da autoria do Mestre José João Brito. A disposição final e o arranjo do monumento, que está localizado no exterior da Igreja paroquial de Figueira de Castelo Rodrigo, contou com a colaboração do arquitecto António Saraiva.

O Padre Canário nasceu a 30 de Agosto de 1911, em Teixoso-Covilhã e foi ordenado sacerdote a 1 de Janeiro de 1934, tendo falecido a 23 de Agosto de 2005.

Teve uma vida cheia e culturalmente activa, colaborava assiduamente em diversos órgãos de comunicação, nomeadamente com o Jornal A GUARDA. Fundou a folha de Figueira de Castelo Rodrigo no jornal Amigo da Verdade. O Padre José Canário Martins foi um dos impulsionadores do famoso cartaz turístico das amendoeiras em flor, no decorrer do ano de 1941. Para a Serra da Marofa idealizou e mandou erigir a mais antiga estátua do Cristo Rei em território nacional e a que se encontra a maior altitude no Mundo, inaugurada em Julho de 1956, bem como a Capela de Nossa Senhora de Fátima, a Via-Sacra, as Capelinhas dos Mistérios do Rosário, entre outros.

 

Terça, 8 de Junho de 2021