Novo Diácono convidado a exercer o ministério com “humildade e caridade”

Novo Diácono convidado a exercer o ministério com “humildade e caridade”
João Pedro Fernandes Duarte, o novo Diácono da Diocese da Guarda, foi ordenado por D. Manuel Felício, no dia 8 de Dezembro, na Sé da Guarda.

Celebração decorreu na Sé da Guarda

Novo Diácono convidado a exercer o ministério com “humildade e caridade”

 

João Pedro Fernandes Duarte, o novo Diácono da Diocese da Guarda, foi ordenado por D. Manuel Felício, no dia 8 de Dezembro, na Sé da Guarda. A caminho da ordenação sacerdotal que deverá acontecer em Junho ou Julho de 2023, o novo Diácono disse que ao longo do caminho que foi desenvolvendo sentiu sempre a presença de Deus, tanto nos momentos felizes como nos momentos mais difíceis.

No final da cerimónia, que juntou grande número de féis, bem como sacerdotes e diáconos, João Pedro Duarte disse estar “muito feliz” e lembrou a comunidade de Aldeia de São Francisco, no concelho da Covilhã, de onde é natural, que sempre o acompanhou e se alegrou com o seu caminho. Recordou que Aldeia de São Francisco de Assis é uma aldeia isolada que já teve muitos sacerdotes o que não acontece actualmente.

“João Pedro, a tua Ordenação de Diácono é um grande sinal de esperança, no esforço que todos queremos fazer para que a Igreja, nesta nossa querida diocese da Guarda, cresça e possa responder cada vez mais à vocação de santidade recebida do seu Senhor”, disse o Bispo da Guarda na homilia da Missa. E acrescentou: “ Vais integrar a Ordem dos Diáconos durante algum tempo, com vista à Ordenação de Presbítero que, a seu tempo, por graça de Deus, acontecerá”.

D. Manuel Felício explicou ao que ia ser ordenado diácono que “para o cumprimento da missão que te vai ser confiada, conta principalmente a tua seriedade na prática dos compromissos que hoje solenemente vais assumir no meio de nós”. Lembrou que o exercício do Ministério de Diácono deve ser exercido “com humildade e caridade, ao serviço da Ordem Sacerdotal e para o maior bem do Povo de Deus”. Recordou também que com a ordenação diaconal fica “com o especial encargo de guardar o Mistério da Fé e anunciá-lo por palavras e obas”, através do serviço da catequese e da formação cristã.

 O Bispo da Guarda lembrou também ao novo Diácono a “especial responsabilidade do serviço da oração, pessoalmente e juntamente com o Povo de Deus”.

“Hoje é-te especialmente recomendado o exemplo que o Senhor nos deixou, Ele que veio para servir e não para ser servido e, por isso, é o modelo de todos os diáconos e de toda a diaconia”, continuou D. Manuel Felício. E concluiu: “João Pedro, és bem-vindo ao Ministério do Diaconado para juntos fortalecermos a esperança do Povo de Deus que vive nesta nossa querida Diocese da Guarda”.

O novo diácono fez o seu percurso vocacional no Pré-Seminário, a partir do movimento dos Convívios Fraternos. Frequentou o Seminário Maior da Guarda e, depois de terminado o Sexénio do Seminário Maior, estagiou com o Padre Gilberto Joaquim Roque Antunes, na zona Alpedrinha, concelho do Fundão.

 

Quarta, 14 de Dezembro de 2022