D. Manuel Felício celebra missa de sufrágio na Igreja de São Pedro

D. Manuel Felício celebra missa de sufrágio na Igreja de São Pedro

D. Manuel Felício celebra missa de sufrágio na Igreja de São Pedro

Bispo da Guarda diz que Bento XVI “teve a coragem de interromper uma tradição secular”

 

O Bispo da Guarda escreveu numa nota, publicada na página da Diocese e no Jornal A GUARDA, que Bento XVI fica na história como o Papa que “teve a coragem de interromper uma tradição secular, quando pediu a resignação, em 2013”.

Na nota intitulada “Despedimo-nos do Papa Bento XVI”, D. Manuel Felício sublinha que Bento XVI foi um Papa “de relação simples, mas nobre e de pensamento profundo”.

Lembra que depois de 8 anos de pontificado, na Cadeira de São Pedro e depois de quase dez na situação de emérito, o Papa Bento XVI faleceu no dia 31 de Dezembro, no Vaticano.

“Foi, de facto, um pensador, como professor de Teologia e nas muitas obras que publicou. Foi-o igualmente durantes os muitos anos de Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé e, depois de eleito Papa, no exercício do Ministério que lhe ficou confiado, incluindo com a obra sobre Jesus de Nazaré, que publicou em dois volumes”, refere a nota do bispo da Guarda.

E acrescenta: Bento XVI foi o último Papa que “participou directamente nos trabalhos do Concílio Vaticano II, não como padre conciliar, mas como perito”.

O Bispo de Guarda vai celebrar, esta quinta-feira, às 18.00 horas, na Igreja de São Pedro, na Guarda, uma missa de sufrágio pelo Papa Bento XVI.

D. Manuel Felício celebra missa de sufrágio na Igreja de São Pedro

Bispo da Guarda diz que Bento XVI “teve a coragem de interromper uma tradição secular”

 

O Bispo da Guarda escreveu numa nota, publicada na página da Diocese e no Jornal A GUARDA (pág. 11), que Bento XVI fica na história como o Papa que “teve a coragem de interromper uma tradição secular, quando pediu a resignação, em 2013”.

Na nota intitulada “Despedimo-nos do Papa Bento XVI”, D. Manuel Felício sublinha que Bento XVI foi um Papa “de relação simples, mas nobre e de pensamento profundo”.

Lembra que depois de 8 anos de pontificado, na Cadeira de São Pedro e depois de quase dez na situação de emérito, o Papa Bento XVI faleceu no dia 31 de Dezembro, no Vaticano.

“Foi, de facto, um pensador, como professor de Teologia e nas muitas obras que publicou. Foi-o igualmente durantes os muitos anos de Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé e, depois de eleito Papa, no exercício do Ministério que lhe ficou confiado, incluindo com a obra sobre Jesus de Nazaré, que publicou em dois volumes”, refere a nota do bispo da Guarda.

E acrescenta: Bento XVI foi o último Papa que “participou directamente nos trabalhos do Concílio Vaticano II, não como padre conciliar, mas como perito”.

O Bispo de Guarda vai celebrar, esta quinta-feira, às 18.00 horas, na Igreja de São Pedro, na Guarda, uma missa de sufrágio pelo Papa Bento XVI.

D. Manuel Felício celebra missa de sufrágio na Igreja de São Pedro

Bispo da Guarda diz que Bento XVI “teve a coragem de interromper uma tradição secular”

 

O Bispo da Guarda escreveu numa nota, publicada na página da Diocese e no Jornal A GUARDA (pág. 11), que Bento XVI fica na história como o Papa que “teve a coragem de interromper uma tradição secular, quando pediu a resignação, em 2013”.

Na nota intitulada “Despedimo-nos do Papa Bento XVI”, D. Manuel Felício sublinha que Bento XVI foi um Papa “de relação simples, mas nobre e de pensamento profundo”.

Lembra que depois de 8 anos de pontificado, na Cadeira de São Pedro e depois de quase dez na situação de emérito, o Papa Bento XVI faleceu no dia 31 de Dezembro, no Vaticano.

“Foi, de facto, um pensador, como professor de Teologia e nas muitas obras que publicou. Foi-o igualmente durantes os muitos anos de Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé e, depois de eleito Papa, no exercício do Ministério que lhe ficou confiado, incluindo com a obra sobre Jesus de Nazaré, que publicou em dois volumes”, refere a nota do bispo da Guarda.

E acrescenta: Bento XVI foi o último Papa que “participou directamente nos trabalhos do Concílio Vaticano II, não como padre conciliar, mas como perito”.

O Bispo de Guarda vai celebrar, esta quinta-feira, às 18.00 horas, na Igreja de São Pedro, na Guarda, uma missa de sufrágio pelo Papa Bento XVI.

Terça, 3 de Janeiro de 2023