Bispo da Guarda participa na Jornada Mundial da Juventude

Bispo da Guarda participa na Jornada Mundial da Juventude

D. Manuel Felício está com o Papa Francisco, no Panamá

Bispo da Guarda participa na Jornada Mundial da Juventude

 

“Espero que os jovens da nossa Diocese, mesmo não podendo estar fisicamente com o Papa Francisco, possam acompanhá-lo, à distância, nesta Jornada Mundial da Juventude”, disse o Bispo da Guarda, ao Jornal A GUARDA, antes da partida, para a Jornada Mundial da Juventude que está a decorrer no Panamá, até Domingo, 27 de Janeiro. D. Manuel Felício adiantou que “a vigília de oração programa para se realizar na nossa Diocese em 4 lugares – Guarda, Covilhã, Fundão e Seia - no dia 25, vai ser certamente uma boa oportunidade para nos mantermos conectados com o acontecimento”.

 

O Bispo da Guarda, que integra o grupo de 300 portugueses de 12 dioceses e 4 movimentos, que está a participar na Jornada Mundial da Juventude, vai ter intervenções hoje e amanhã (24 e 25, de manhã),onde insistirá “sobretudo a partir da grande referência que é Nossa Senhora, naquela que o Papa Francisco chama a Revolução do serviço, capaz de entusiasmar também os jovens do nosso tempo”.

 

D. Manuel Felício explica que a “a grande referência que o Papa Francisco propõe para estas jornadas é, antes de mais, a figura de Maria Santíssima e, de acordo, com o tema geral das jornadas está assim enunciado: Eis a escrava do Senhor, faça-se em mim segundo a vossa vontade”. E acrescenta: “São apresentados também dois patronos, santos da América Latina, para esta jornada mundial da juventude, a saber: Santa Rosa de Lima, que morreu com 31 anos e é a primeira santa canonizada da América Latina (Sec. XVI-VII) e S. Jose Luis Sanchez del Rio (1913 a 1928). Este mexicano foi canonizado há pouco mais de dois anos, mais propriamente no ano de 2016”. Lembra que “é ainda proposto um outro modelo, um adolescente anglo-italiano, que morreu de leucemia aos 15 anos e passou à história como tendo dois grandes amores, a saber a Eucaristia e a Internet”.

 

Dentro do programa da Jornada, manhã, dia 25 de Janeiro, está previsto um encontro entre os portugueses presentes. No dia 26 e 27 a Jornada terá “a especial presidência do Papa Francisco”.

 

Antes da partida para o Panamá, D. Manuel Felício pediu a toda a Diocese “uma especial oração por esta Jornada Mundial da Juventude, sobretudo para que a sua mensagem chegue ao coração dos jovens, incluindo os que não poderão lá estar fisicamente presentes”.

O Bispo da Guarda considerou ainda que “seria bom podermos contar com uma jornada Mundial da Juventude no nosso país, nos próximos anos”.

 

E concluiu: “Rezemos também a cio, Bispo da Guardas grandes am Seria bom podermos contar com uma jornada Mundial da JUventude aos 15 anos, com dois grandes am pedir essa graça”.

 

 

Quarta, 23 de Janeiro de 2019